Economia - 02/04/2012 12:35h

Ibaiti incentiva criação da cooperativa de catadores

Será feita triagem dos materiais

clique para aumentar Ibaiti incentiva criação da cooperativa de catadores

Um grupo de catadores de materiais recicláveis, de Ibaiti, se reuniu em assembleia no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) para criar a Cooperativa da Coleta Seletiva Solidária de Ibaiti Ltda (Copersoli). Organizada em parceira com o Município, a Copersoli vai promover a coleta seletiva, triagem e comercialização dos materiais recicláveis e a compostagem dos resíduos orgânicos em estrutura cedida e em fase de ampliação na área do aterro municipal.

Além de gerar renda e melhor condição de trabalho aos integrantes, a organização da cooperativa é marco decisivo para o projeto da coleta seletiva, realizado com a consultoria da empresa Master Ambiental, que desde janeiro desenvolve a identificação e capacitação dos catadores.

A analista ambiental Laila Menechino explica que o modelo do cooperativismo é legal e economicamente mais adequado para os grupos de reciclagem, conforme a nova Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei Federal 12.305/2010): “A cooperativa é uma forma de inclusão social e pode viabilizar melhores condições de trabalho e renda para essas pessoas, que, ao separarem os materiais recicláveis, trazem benefícios ambientais para toda a sociedade”, valoriza.

Um grupo de 14 pessoas que já faz a triagem dos resíduos no aterro se uniu a mais onze catadores que coletam materiais como papelão, latinhas de alumínio e garrafas pet nas ruas da cidade. e vendem para intermediários na cadeia produtiva da reciclagem. A catação de rua, além de ser social e economicamente injusta para os catadores, traz muitos problemas ambientais e sanitários.

Segundo Menechino, ainda há mais de dez catadores de materiais recicláveis identificados que, mesmo sendo convidados, resistem a se organizarem. “Com a implantação da coleta seletiva e conforme a população e as empresas aderirem ao projeto, os catadores que agora ficaram de fora vão perceber que é uma boa oportunidade”, prevê a analista. 

Após obter Licença Prévia que aprovou a concepção dos projetos no local, nesta sexta-feira, dia 30, o Município de Ibaiti fez pedido de Licença de Instalação junto ao Instituto Ambiental do Paraná (IAP), para ampliação da estrutura de reciclagem na área do aterro municipal. A ampliação inclui melhorias nos barracões existentes, construção de um novo barracão para triagem dos recicláveis e construção do sistema de compostagem para os resíduos orgânicos.

Os projetos foram apresentados ao IAP e o Município pretende começar as obras assim que a licença for expedida. Estão previstos investimentos com recursos próprios no valor de aproximadamente R$ 500 mil, além do novo barracão de reciclagem e novos equipamentos cujos recursos, já disponíveis, oriundos de convênios com o Governo Federal, totalizam mais de R$ 300 mil.

Menechino avalia ainda que, “são muitos os desafios pela frente, mas se trata de uma oportunidade única, pois a Prefeitura demonstra a motivação e o comprometimento necessários para a transformação social. A coleta seletiva de Ibaiti vai se basear em três tipos de separação de resíduos (lixo) que será executada pela população, possibilitando a triagem e comercialização dos materiais recicláveis pela cooperativa e a compostagem dos resíduos orgânicos para produção de adubo e a minimização dos rejeitos aterrados, que são aqueles resíduos sem viabilidade para reaproveitamento ou reciclagem”.

 

 

 

Compartilhe esta notícia:

Veja também: